EDIÇÃO 2023
Clube do Colecionador Contemporâneo

“Nosso objetivo, com o Clube do Colecionador, é incentivar o colecionismo e divulgar os artistas contemporâneos, além engajar a sociedade nas ações do Museu e arrecadar fundos para as obras da nova sede do Museu de Arte Contemporânea do RS (MACRS)”

Maria Fernanda de Lima Santin
Presidente da AAMACRS

 

A curadoria deste novo Clube do Colecionador é da historiadora, curadora e crítica de arte paulistana Daniela Bousso, reconhecida pelo trabalho em importantes espaços de arte contemporânea, como o MIS e o Paço das Artes, em São Paulo, a Bienal do Mercosul e bienais internacionais. Ela selecionou quatro artistas que trabalham em torno de questões ambientais e decoloniais e produziram suas obras em registros fotográficos: Rommulo Vieira Conceição, Fernando Velàzquéz, Moisés Patrício e Ayrson Heráclito. Quem adquirir o conjunto de quatro peças (Heráclito participa com um díptico) terá uma coleção relevante e de artistas reconhecidos nacionalmente. “Aqui transparecem questões que turbinam o ideal de contemporâneo, a partir da realocação de narrativas e ficções: os saberes ancestrais, o preconceito racial, a agressão ao meio ambiente e as possibilidades de criação de imagens sem um referente com os meios tecnológicos, que em conjunto, militam ao redor da ideia de proteção ambiental”, destaca a curadora.

Daniela Bousso, curadora

4 obras | R$ 6.900,00
Tiragem 60 conjuntos

Rommulo Vieira Conceição

Título: Sem Título . 2023
Técnica: Fotografia digital, Tinta Pigmento em Photo Mate Paper 200gsm
Formato: 63 x 40 cm

Fernando Velàzquez

Título: Outras Naturezas, opus 03. 2023
Técnica: Fotografia digital, Tinta Pigmento em Photo Mate Paper 200gsm
Formato: 26 x 40 cm

Ayrson Heráclito

Título: Ossanha. 2023
Técnica: Fotografia digital, Tinta Pigmento em Photo Mate Paper 200gsm
Formato: 40 x 60 cm

Moisés Patrício

Título: Aceita? . 2023
Técnica: Fotografia digital, Tinta Pigmento em Photo Mate Paper 200gsm
Formato: 30 x 30 cm (cada imagem)

Conheça os Artistas da edição 2023:

Rommulo Vieira Conceição

O artista nasceu em Salvador em 1968 e vive e trabalha em Porto Alegre. Além de ser Professor Doutor em Geologia, é mestre em Poéticas Visuais pela UFRGS. O artista trabalha com fotografia e grandes instalações, geralmente exibidas em espaços museológicos, questionando as relações entre espaços, seus usos e funcionalidades. Na obra para o 3C, ele aposta no discurso ambiental e denuncia a interferência de uma construção ilegal no meio da mata.

Fernando Velàzquéz

O artista nasceu no Uruguai e vive no Brasil desde 1970. Artista multimídia, músico, professor, pesquisador, curador e escritor, trabalha com imagens que escapam à representação. Para o 3C, apresenta uma obra da série “Outras Naturezas”, em que trabalha a relação cultura x artifício a partir do uso de Inteligência Artificial. A imagem é dominada por um ser híbrido, orgânico e mineral, que adquiriu características míticas no meio da mata.

Mosés Patrício

O artista nasceu em São Paulo, onde vive e trabalha, Patrício é um jovem artista em ascensão e já foi indicado ao prêmio Pipa. Seu diptico para o 3C vem da série “Aceita?”, em que mãos abertas são fotografadas por celular para reforçar mensagens sobre questões ambientais e míticas associadas a trabalho, escravidão, política e magia, como reação a um sistema social que limita o trabalho dos negros a afazeres braçais.

Ayrson Heráclito

O artista nasceu na Bahia, onde ainda vive e trabalha, e já foi indicado três vezes ao prêmio Pipa. Na sua contribuição para o Clube do Colecionador Contemporâneo se destaca uma figura com cachimbo que representa o Senhor das Florestas, Osányin ou Ossanha. É mais uma obra do artista integrada à sua pesquisa da representação da cultura afrodescendente em questões diaspóricas e seus ritos.

EDIÇÃO 2022
Clube do Colecionador Contemporâneo

Nesta edição, a curadora Gabriela Motta propõe uma coleção com artistas cujas obras relacionam-se ao tema da natureza e seus seres misteriosos. Os artistas convidados são Lia Menna Barreto, Bruno Novelli e Michel Zózimo, que criarão obras inéditas, exclusivas para os membros do clube.

“A edição Natureza Mágica foi pensada a partir de elementos que habitam as obras de Lia Menna Barreto, Bruno Novelli e Michel Zózimo. O universo das pequenas e misteriosas criaturas da natureza faz parte do interesse conceitual desses artistas, tanto em sua forma lúdica, quanto em sua dimensão cientifico-mitológica. Em suas propostas, Lia, Bruno e Michel lançam um olhar aguçado para os sentimentos ambivalentes de fascínio e repulsa que nutrimos por tais animais. Essa ação desestabilizadora, misturada a elementos plásticos improváveis faz, de cada trabalho uma obra de arte singular”.

Gabriela Motta, curadora

3 obras | R$3.000,00
Tiragem 30 conjuntos

Bruno Novelli

Título: Onça e Macaco . 2022
Técnica: Serigrafia em papel Rives acid-free 350g
Formato: 40 x 70 cm

Michel Zózimo

Título: Composição Flamingo e Olho . 2022
Técnica: Serigrafia em papel Rives acid-free 350g
Formato: 50 x 40 cm

Lia Menna Barreto

Título: Splashes . 2022
Técnica: Objeto de plástico e tecido 100% algodão
Formato: 32 x 32 cm

2 obras | R$2.000,00
Tiragem 40 conjuntos

Bruno Novelli

Título: Onça e Macaco . 2022
Técnica: Serigrafia em papel Rives acid-free 350g
Formato: 40 x 70 cm

Michel Zózimo

Título: Composição Flamingo e Olho . 2022
Técnica: Serigrafia em papel Rives acid-free 350g
Formato: 50 x 40 cm

Bruno Novelli

O artista nasceu em Santa Maria em 1977. Vive e trabalha em São Paulo. É formado em Design Gráfico (ESPM – São Paulo), cursou pintura no Instituto Tomie Othake (São Paulo) e estudou na Escola de Artes Visuais de Nova York.  Novelli também é cofundador do Metagrafismo, coletivo experimental que explora o potencial gráfico da metalinguística.

Com uma produção desenvolvida em diferentes suportes, incluindo pinturas, desenhos e projetos digitais, Bruno Novelli relaciona uma ampla gama de imaginários e símbolos que transitam entre o tropical, o popular, o místico e o ficcional.

Seu trabalho já foi exibido no Brasil e exterior. Dentre as exposições de destaque figuram as realizadas no CCBB RJ, no Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, Museu da Imagem e do Som de São Paulo, Fundação OSDE, na Argentina e Centro Nacional de Las Artes, no México.

Michel Zózimo 

O artista nasceu em Santa Maria em 1977. Vive e trabalha em Porto Alegre. É doutor em poéticas visuais pelo Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde leciona.

Entre suas exposições de maior destaque figuram a participação na Fundación Arte Vivo Otero Herrera, Madri, Espanha, Bienal do Mercosul e Santander Cultural.

Seus desenhos, bordados, cerâmicas, colagens, esculturas e instalações partem de distintos assuntos, originários de pesquisas visuais que investigam acontecimentos naturais e oníricos, como que retirados de velhas enciclopédias impressas ou livros mágicos. Dentre os assuntos: a formação de pedras, a origem de vulcões e montanhas, a queda de meteoritos, os planetas que nos cercam, as estranhas formas de corais, conchas e árvores, a p